Diversas alternativas para acabar com o fator previdenciário sem aumentar o deficit da Previdência Social foram discutidas nesta quinta-feira (16) em seminário na Câmara dos Deputados. Segundo especialistas, a simples extinção desse fator – criado em 1999 para desestimular aposentadorias precoces no regime geral (INSS) – poderia elevar o deficit previdenciário dos atuais 7% para 13,5% do PIB...
A primeira pesquisa CNT/MDA para o segundo turno foi divulgada nesta segunda-feira e mostra Dilma Rousseff (PT) com 45,5%, contra 44,5% de Aécio Neves (PSDB). Os números da intenção de votos para presidente apontam um empate técnico entre os candidatos. Se levarmos em conta apenas os votos válidos — percentual calculado excluindo os percentuais de brancos, nulos e indecisos — os dois postulantes crescem cinco pontos percentuais. A candidata petista chegaria aos 50,5% e o tucano a 49,5%. A pesquisa também questionou os eleitores sobre o nível de certeza dos votos. Dilma ...
Nos governos do PT, o Sindicato dos Bancários de São Paulo contribuiu com dois ministros-chave, nesses 12 anos: Luiz Gushiken, que foi da Secretaria de Comunicação Social e homem forte no primeiro mandato de Luiz Inácio Lula da Silva, e Ricardo Berzoini, que já está em seu terceiro ministério, a Secretaria de Relações Institucionais (SRI). Antes ele ocupou as pastas do Trabalho e da Previdência. Berzoini, que também presidiu o PT, e Gushiken eram deputados federais. A cadeia se quebrou este ano porque Berzoini não se candidatou e o deputado estadual escolhido para s...


Radialista suplente tem estabilidade reconhecida e conquista direito à reintegração.
A Oitava Turma do Tribunal Superior do Trabalho negou provimento a agravo da Rádio Ferreirense Ltda., emissora da cidade de Porto Ferreira (SP), para manter o direito de um radialista à estabilidade provisória no emprego na condição de dirigente sindical suplente. A decisão foi unânime. O locutor foi demitido sem justa causa em novembro de 2008. Data em que, segundo ele, tinha estabilidade por ter sido eleito um ano antes para mandato de três anos como suplente do Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Radiodifusão e Televisão no Estado de São Paulo e, posteriormente, reeleito. Assim, seria nula a dispensa, tendo direito à reintegração e indeniz...

Datafolha: Sartori fica com 52% e Tarso, 35%.
Na primeira sondagem do Datafolha para o segundo turno no Rio Grande do Sul, José Ivo Sartori (PMDB) mantém a liderança conquistada nas urnas no dia 5. O peemedebista aparece à frente com 52% dos votos totais em pesquisa estimulada. O atual governador e candidato à reeleição Tarso Genro (PT) tem 35%. Leia todas as notícias sobre as Eleições 2014 Leia todas as últimas notícias de Zero Hora Em votos válidos (são excluídos brancos, nulos e indecisos), o ex-prefeito de Caxias alcança 60% e o petista, 40%. O cálculo...